• Waving Test

Entenda como realizar a automação de testes em softwares

Atualizado: 28 de ago.


O objetivo de qualquer automação é diminuir o custo e o tempo necessários para construir um produto ou realizar uma atividade, preservando ou melhorando a qualidade do produto.


Este conceito deve orientar as organizações à medida que implementam testes automatizados de software, mas existem muitos tipos de testes, e cada um apresenta desafios e demandas para desenvolvedores e profissionais de controle de qualidade.


As organizações devem ser criteriosas no uso de automação, que é mais facilmente justificada quando o retorno do investimento é maior. Isso normalmente ocorre em atividades de teste com alto volume e escopo restrito.


Desenvolvedores e profissionais de QA/testes normalmente são encarregados de preparar e construir os testes, e o código de teste geralmente é indistinguível de outros segmentos de código. Na maioria dos casos, o código de teste assume uma forma de execução de cumprimentos em um scripts de ordem prescrita. Alguns testes também podem ser gerados automaticamente.


Nesse contexto, ferramentas de Record & Play são populares, que com base nas ações ou comportamentos como atividades do usuário com uma biblioteca de objetos, consegue classificar esse comportamento, traduzindo o objeto em código. Esse código forma a base de um script ou outro conjunto de dados de teste. Uma vez que a ferramenta gera um teste, o teste pode ser reutilizado, editado ou mesclado com outros testes.


As equipes que usam o Record & Play, melhoram o controle de qualidade à medida que simulam as atividades do usuário. Estes podem gravar a interface do usuário, teste de repetição ou testes de integração que implementam uma sequência complexa de ações. Essas ferramentas também podem ser usadas para verificar o desempenho de como garantir que um recurso ou função responda dentro de um prazo.


Várias ferramentas de teste de software têm recursos de record & play como o WavingTest.


A seleção de uma ferramenta depende das necessidades e da estrutura de desenvolvimento de uma organização.


O teste automatizado bem-sucedido requer uma consideração cuidadosa de uma estratégia de teste mais ampla.


Nem todo teste requer automação ou vale o investimento em ferramentas de automação, especialmente quando os testes são eventos únicos ou respostas a perguntas feitas por outras pessoas, como: O software faz X para nós? Automatizando uma resposta para cada uma dessas perguntas é caro, demorado e produz pouco benefício.


Mesmo com uma estratégia clara de automação de testes mapeada, o desenvolvimento de testes dependerá de elementos estratégicos adicionais, como as melhores práticas destinadas a maximizar o teste de cobertura, minimizando os casos de teste. Esses testes devem, idealmente, ser singulares, autônomos e versátil. Eles devem ser executados rapidamente e lidar com os dados corretamente. E até mesmo com as melhores plataformas e cases de teste automatizados, ainda há lugar para testes manuais em uma integração complexa e testes de ponta a ponta com diferentes cenários.


Os testes automatizados podem ser aprimorados com uma variedade de considerações bem planejadas. Por exemplo, automatizar a implantação de um novo ambiente de teste para cada ciclo pode ajudar a garantir conteúdo novo e atualizado sem os atrasos de uma atualização, recarga ou solução de problemas. Minimize o uso repetido de variáveis ​​ou objetos e concentre-se em criar scripts ou dados de teste com objetos comuns definidos e usados ​​apenas uma vez, isso significa que as alterações podem ser implementadas utilizando apenas uma única entrada no início de um arquivo em vez de fazer várias alterações ao longo do teste.


Ao implementar testes automatizados, adote uma ferramenta ou plataforma que suporta a maior variedade de recursos e cenários possíveis como o waving test. Isso ajuda a extrair o máximo de valor da ferramenta e facilita o trabalho dos desenvolvedores e QA’s que não vão precisar dominar diferentes ferramentas para automatizar testes.

Procure recursos de registro que permitam uma análise abrangente dos resultados dos testes.


A adoção de testes automatizados de software é incompleta sem uma discussão sobre testes e manutenção da automação. Tal como acontece com a maioria das automatizações, os testes automatizados não são automáticos e a ferramenta muda ao longo do tempo por meio de atualizações e casos de teste mudarão à medida que o projeto de software evolui e cresce. Basta criar um script e executá-lo por meio de uma ferramenta que não encerra o investimento em automação de testes. Eventualmente, as verificações que os testes realizam começarão a retornar erros.

Investigação vai revelar que estes são erros falsos, mas ressalta a necessidade de incluir o desenvolvimento de casos de teste e controle de versão como uma parte regular e recorrente do processo de controle de qualidade do software.


Não existe uma forma única de implementar tal manutenção, mas as ferramentas emergentes buscam democratizar o conhecimento de automação de teste simplificando a criação de teste, sendo versáteis para edição e facilitando a comunicação.


O WavingTest é uma aplicação para automação de testes com Inteligência Artificial pensada para times ágeis usarem na sua rotina. Com ele, você tem:

  • Aumento da Cobertura dos Testes

Maior grau de recrutamento das funcionalidades com mais diversidade de cenários a serem submetidos os testes, gerando maior confiabilidade geral do processo

  • Mais Confiabilidade dos Testes

Utilização de automações e inteligência artificial, eliminando os riscos e as vulnerabilidades contidas na execução dos testes manuais

  • Aumento da Velocidade das Entregas

Automatizações que reduzem o tempo do time gasto com atividades manuais e operacionais sem agregação e aumentam o ritmo geral de entrega da solução proporcionando rápidos feedbacks


Inicie agora mesmo no Waving Test de forma 100% gratuita e eleve a produtividade do seu time!



16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo